Edward Glover foi um médico cirurgião que se tornou Psicanalista, assim como muitos que percebem que seus tratamentos não estão resolvendo a necessidade dos pacientes. O mesmo percebeu que as terapias tradicionais funcionavam como forma de sugestão e não de real terapia, pois opinião, por mais que seja científica não permite ao paciente falar sobre o que lhe aflige e assim iniciar o processo de cura através da fala, talking cure.

Eu, como muitos profissionais que conheço, a exemplo de médicos, nutricionistas, fisioterapeutas, estudei anteriormente hipnose clínica e não vejo tudo se resolver, sempre senti a necessidade do paciente de apenas falar sobre o problema e assim vi muita coisa se curar, como uma paciente antiga minha que curou o problema dela de agulha em uma conversa onde ela estava me explicando sobre o medo e lembrou que foi um acidente com uma agulha onde o irmão ia se machucando e o pai gritou com ele. Ou uma paciente que tinha dor de cabeça diária e em uma conversa entendeu a dor e se curou, ou até mesmo uma que passou por um atentado de violência sexual e se fechou para os parceiros e quando falou como se sentia, na outra semana começou um namoro.

Citei exemplos práticos que eu vivi com meus pacientes em sessões as quais foram espontâneas e de controle da fala, onde o paciente falou o que quis e eu apenas ouvi sem expressar opinião, sem falar sobre e até hoje tenho vivido esses casos.

É na fala onde nossos medos saem, nosso véu se vai e fica apenas a nossa mente, leve e livre de pesos que antes eram fardos que carregávamos. Não falar sobre o que nos incomoda, e também sobre nossas alegrias, é o que nos causa dores de cabeça, o que nos tira o sono, nos põe em estados de tristeza contínuo, nos faz ansiar demais o futuro (estados de ansiedade descontrolada), é o que também nos causa enxaqueca e inflamações pelo corpo.

Categorias: Dúvidas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *